Fernando Pessoa - poemas
www.mDaedalus.com
poemas
de
Pessoa
A
B
C
D
E
F
G
H
I
J
L
M
N
O
P
Q
R
S
T
U
V
Fernando Pessoa

Bóiam farrapos de sombra

Bóiam farrapos de sombra 
Em torno ao que não sei ser. 
É todo um céu que se escombra 
Sem me o deixar entrever. 

O mistério das alturas 
Desfaz-se em ritmos sem forma 
Nas desregradas negruras 
Com que o ar se treva torna. 

Mas em tudo isto, que faz 
O universo um ser desfeito, 
Guardei, como a minha paz, 
A 'sp'rança, que a dor me traz, 
Apertada contra o peito. 


  • Bate a luz no Cimo, Cancioneiro 
  • Bem, hoje que estou só e, posso ver, Poesias Inéditas 
  • Bendito seja o mesmo sol ,Alberto Caeiro 
  • Bicarbonato de Soda, Álvaro de Campos
  • Bocas roxas de vinho, Ricardo Reis

  • Google
     
    Web mdaedalus.com
    página de Pessoa
    página principal
    com o apoio de:
    www.travel-images.com
    Fernando Pessoa - poemas
    www.mDaedalus.com