Fernando Pessoa - poemas
www.mDaedalus.com
poemas
de
Pessoa
A
B
C
D
E
F
G
H
I
J
L
M
N
O
P
Q
R
S
T
U
V
Fernando Pessoa
 Guia-me a só a razão 
Guia-me a só a razão.
Não me deram mais guia.
Alumia-me em vão ?
Só ela me alumia.

Tivesse quem criou
O mundo desejado
Que eu fosse outro que sou,
Ter-me-ia outro criado.

Deu-me olhos para ver.
Olho, vejo, acredito.
Como ousarei dizer:
"Cego, fora eu bendito" ?

Como olhar, a razão
Deus me deu, para ver
Para além da visão-
Olhar de conhecer.

Se ver é enganar-me,
Pensar um descaminho,
Não sei. Deus os quis dar-me
Por verdade e caminho.
 


  •  Gozo os campos sem reparar para eles, Alberto Caeiro
  • Gozo sonhado é gozo, ainda que em sonho, Ricardo Reis
  • Gradual, desde que o calor, Poesias Inéditas 
  • Grandes mistérios habitam, Cancioneiro
  • Grande sol a entreter, Poesias Inéditas 
  • Grandes são os desertos, e tudo é deserto, Álvaro de Campo

  • Google
     
    Web mdaedalus.com
    página de Pessoa
    página principal
    com o apoio de:
    www.travel-images.com
    Fernando Pessoa - poemas
    www.mDaedalus.com